Laboratório

2008-02-28

Estudo diz que ruído mata 50 mil pessoas por ano na União Europeia

"Pelo menos 50 mil pessoas morrem anualmente na União Europeia (UE) devido a ataques cardíacos causados pelo excesso de ruído rodoviário e ferroviário [...]. O documento [...] indica também que outros 200 mil habitantes da UE passam a sofrer todos os anos de doenças do coração.

As estimativas da organização indicam que os custos financeiros da poluição sonora, nomeadamente para os serviços de saúde, atingirão pelo menos 40 mil milhões de euros por ano na UE.

De acordo com a Organização Mundial de saúde (OMS), o limite de ruído ambiental a partir do qual começa a ter efeitos negativos para os humanos é de 55 decibéis, valor que se situa entre o provocado por um aguaceiro (50 decibéis) e uma conversa entre duas pessoas (60).

O estudo "Tempo de Escutar" calcula que em 25 países da UE - excluindo Malta e Chipre - a maioria da população (54 por cento) está regularmente exposta a índices de ruído acima de 55 decibéis ou mais, proveniente do tráfego rodoviário e ferroviário, num total de 245 milhões de pessoas afectadas, entre as mais de 450 milhões que compõem a população da União.

A maioria dos europeus vive em cidades e, desses, uma grande parte junto de vias por onde circula tráfego ruidoso, um "problema que tem sido subestimado e ignorado" pelas autoridades, alerta o documento, realizado com base em dados cumulativos reunidos ao longo dos últimos anos.

A organização, com sede em Bruxelas, realça a preocupação da UE com a poluição do ar, ao estabelecer níveis de emissões cada vez mais baixos e impor menores índices de poluentes por parte dos veículos automóveis, mas lamenta a negligência a que tem sido votada a poluição sonora.

Combinando as novas tecnologias na produção de veículos com a evolução na construção de pavimentos e vias, a Federação Europeia para os Transportes e Ambiente considera possível baixar os tectos de ruído em cerca de cinco decibéis, o que equivaleria a uma redução da poluição sonora em 70 por cento da actual.

Aquela Federação internacional recomenda que a UE altere a legislação para que o ruído da circulação das rodas no asfalto baixe para 71 decibéis em 2012, prosseguindo com uma descida gradual até 2016."

in Público


©1990-2006 ADESUS, Lda. Telefone 22 9691437
7 Graus